domingo, 31 de maio de 2009

Sonambulismo

O sonambulismo é um dos distúrbios do sono mais encontrados na infância. É classificado como um transtorno chamado “parassonia”, que são alterações que invadem e comprometem o processo de dormir. Outros exemplos de parassonias são os pesadelos, o bruxismo (ranger de dentes), o terror noturno, o sonilóqio (fala durante o sono), entre outros. Se inicia durante uma reação de superficialização do sono NREM, mas pode ser visto uma a três horas após o início do sono noturno.

Geralmente, o início do sonambulismo ocorre antes dos 15 anos de idade, e mais da metade dos casos na infância precoce. Os episódios diminuem em freqüência e intensidade durante a adolescência, mas alguns persistem até a idade adulta. Há uma tendência familiar, e a maioria dos casos tem dois ou três membros afetados na família.

Os episódios iniciam nas primeiras horas do sono, e podem durar de segundos a minutos. Durante os episódios, o indivíduo tem pouca ou nenhuma reação ao ser chamado, mas faz inspeção visual do ambiente e, por isso, desvia de obstáculos. Pode comportar-se como se estivesse acordado, realizando tarefas como alimentar-se, abrir portas, descer escadas e, por isso, os pais devem ter o cuidado de proteger a criança da exposição a meio ambiente perigoso: trancar portas, fechar janelas, tirar do alcance objetos em que possam ferir-se, não permitir que durmam na parte superior de beliches.

O diagnóstico é clínico, baseado na observação do evento ou relatos do observador. No entanto, é importante o diagnóstico diferencial com epilepsia do lobo frontal, que pode ser responsável pelos fenômenos motores durante o sono. Se necessário exame complementar, o mais completo exame para dignóstico dos transtornos do sono é a polissonografia,, que mostra o sonambulismo ocorrendo durante o sono NREM, durante os estágios 3 e 4..

Por ser um distúrbio autolimitado e benigno, geralmente terapia medicamentosa não é indicada, exceto nos casos extremos. Terapia não é indicada para crianças, embora possa ser considerada importante nos adultos em que o sonambulismo surgiu após os 20 anos de idade, por estar relacionado a tensão emocional.

Giovana Sebben

Neuropediatra

CREMERS 21.952